Gusttavo Lima e sua música nova

Ouvi falar da nova música do Gusttavo Lima antes de escutá-la. Os comentários não eram tão positivos, e me incomodavam por um motivo muito claro: moralismo.

O título da nova canção do Gusttavo já resume tudo: “Não paro de beber”.

O refrão, que é apresentado já na introdução, repete “Eu vou morrer, mas eu não paro de beber”.

Não gostar do tema ou desse estilo de música, tudo bem, gosto é algo pessoal e música sertaneja tem de todo tipo pra todos os gostos.

Mas já acho um pouco demais querer jogar o papo “apologia de bebedeira” e “falta de consciência” em cima do cantor. Assim como o “Tchererê”, a nova música tem como único propósito divertir, e só relata o comportamento de uma parcela grande da sociedade que enche a cara e passa dos limites quando tem tempo pra se divertir.

A música, claramente, mira o fim de ano e o verão. O clipe, que conta com a participação do Danilo Gentilli, reforça a ideia.

Discutir qualidade musical, sem problemas. Invocar o papo de moral e bons costumes, é o fim da picada.

Comente!

___

9 Comments

  1. Quem reclama sobre apologia a alcoolismo e sei lá mais o que é só gente querendo aparecer.

    A questão que importa é que a música é fraquíssima. Em um ano de bons lançamentos com Marcos e Belutti e Henrique e Juliano, a safra de cantores sertanejos tem que entender que esse estilo de música passa muito fácil!

  2. Ainda não ouvi essa música, mas o título me faz perder a vontade. Não tenho mais interesse nesse tipo de música.

  3. O clipe é legal mas a música é fraquinha.

  4. A declaração dele no final foi bom pra dar o contra-peso de todo lado negativo, porém muita gente não vai até o final do vídeo principalmente quando não gosta da música ou do artista, gosto do trabalho do GL mais não curti essa música, só fui ver o final porque vi nos comentários rsrs, acho até que seria legal colocar a declaração no início do vídeo, isso ia neutralizar mais o pré-julgamento.

    Essa não é a primeira e não será a última música falando em beber, a música anterior “SE É PRA BEBER EU BEBO” também fala em beber mais de um jeito diferente, um exemplo fácil de entender isso é lembrar que existem 2 maneiras de você chamar alguém de FILHO DA P…., e no caso dessa música em específico ela incomoda mesmo “eu vou morrer mais eu não paro de beber”, mais ta né, basta não escutar, como eu vou fazer rsrs.

  5. André Sargi Reply to André

    Realmente o clipe ficou divertido! Essa é a realidade de muitos jovens de hoje (e a música deixa um recado para os jovens: “se você beber demais você pode morrer”) … e o Gustavo falando no final do clipe sobre a responsabilidade com a bebida ficou legal!
    Mais cá entre nós: essa música é a cara do Cabaré do Leonardo e do Eduardo Costa, visto que eles já tem a fama de cachaceiro…kkkkkkkkk

  6. A música começa “Eu vou morrer, mas não paro de beber”. Sou de rádio e achei pesado o termo morrer. Mas não em relação a beber no geral. Abraço!

  7. Fala André… Corrige lá… O correto é, “Eu vou morrer” Um abraço!

  8. Fábio Roque Reply to Fábio

    Porra! O fim da picada mesmo!!! Gino e Geno gravou a 15 anos atras Pinga na garganta, ninguém falou nada, Sérgio Reis tem Pinga ni mim como um dos seus maiores sucessos que deve estar beirando uns 30 anos que foi gravada, Inezita gravou Marvada pinga, Moreno e Moreninho, Enxuga litro há nem sei quantos anos atras… acho que o mundo tá com um falso moralismo muito chato atualmente!!!

  9. Primeiro so uma correção o refrão diz “Eu vou morrer mas eu não paro de beber”, agora quanto a musica não vi nada demais numa musica animada pra farrear, ate porque e muito comum alguns cantores inclusive o Gusttavo lançar musicas mais animadas para os shows. As pessoas nem assistem o clipe todo e saem falando no final ele explica que e uma brincadeira e pra galera beber com moderação, afinal tudo naquele clipe não deixa de ser uma verdade.

Deixe um comentário