O "Brazilian Day" de NY com Jorge e Mateus e Latino

Acompanhei, ontem (domingo), a 28ª edição do mais tradicional “Brazilian Day”, o de Nova York.

As duas principais atrações do evento foram Latino, que começou o show às 14h, e Jorge e Mateus, que subiram ao palco às 16h30.

Fiz a cobertura da festa para o UOL, o texto foi publicado ontem mesmo (quem quiser ler clique aqui).

Tinha curiosidade em conhecer o evento, já que rola até um certo glamour em cima dele por ser uma realização da Globo e pelo fato de ser a festa de brasileiros mais antiga do mundo.

De fato, é muita gente. Não saiu nenhum número concreto ainda, mas o curioso é que não dá pra entender de onde sai tanto brasileiro, isso realmente impressiona. Pelo menos 4 quarteirões estavam lotados de gente, e apesar de haver muitos gringos curiosos, o público era basicamente formado por brasileiros.

Outro ponto interessante é o fato de tanto no show do Latino quanto no do Jorge e Mateus, o público conhecer todo o repertório, algo que não acontecia antes da internet. Como eu escrevi na matéria do UOL, poucas foram as alterações no repertório.

O grande momento da festa ficou por conta de um choro compulsivo do Latino. Ele foi contar que morou 5 anos nos EUA, que passou muitas dificuldades, e não aguentou. Chorou mesmo e passou um recado aos brasileiros de que voltar ao Brasil não é descer na vida, vide o exemplo dele.

Abaixo, Jorge e Mateus com o apresentador Serginho Groisman.

___