Quem serão os novos destaques em 2011?

Chegar ao sucesso e fazer parte do primeiro escalão de artistas sertanejos é tarefa difícil que não se resume apenas ao talento.

É necessária toda uma estrutura, com investimento, dinheiro, timing, influência, bom relacionamento e mais outros vários aspectos que fogem do mérito musical.

Analisando friamente o que se conversa por detrás dos palcos, segue abaixo os nomes – alguns já bem conhecidos – que devem ascender no ano que vem e figurar entre os grandes destaques da música sertaneja.

___

-Munhoz e Mariano

O nome surgiu nacionalmente na “Garagem do Faustão”, concurso vencido por eles e que os levou a fazer a abertura do “Sertanejo Pop Festival”. O trabalho firme de divulgação nacional começou agora nesse finalzinho de ano, e será reforçado com o lançamento de um DVD gravado em novembro, provavelmente com mais uma aparição no Faustão. Além de estarem na Som Livre, os cantores têm a admiração de muita gente de rádio pelo repertório diferenciado que apresentam. Cantam canções românticas e outras mais irreverentes, com algumas “besteiras” de vocabulário chulo, mas têm um limite que os mantém bastante comerciais. Esse meio termo conta muito a favor, já que falta uma dupla no topo com essas características. Em Campo Grande-MS, fazem shows para mais de 20 mil pessoas.

___

-Gusttavo Lima

Por trás dele, está a estrutura responsável pelos sucessos de Jorge e Mateus e Maria Cecília e Rodolfo, e a meta é torná-lo o grande nome do ano que vem. A escola dele é a música sertaneja romântica, e isso é perceptível pelo seu jeito de cantar. O cantor carrega uma vantagem muito grande que é ter um público variado, quase nada segmentado. O fato de ser compositor (“Inventor dos Amores” é dele) também vai contar a favor. Se tudo correr como planejado, ele pode abrir mais ainda o leque do mercado sertanejo, e fazer com que a música romântica volte a crescer. O sucesso é iminente, a dúvida é qual será a dimensão dele.

___

-Michel Teló

Ele mudou tanto seu estilo em um ano que fica difícil apostar no que ele vai se destacar ano que vem. Apesar das músicas de duplo sentido com certa dose de malícia, ele continua sendo muito carismático, característica que o acompanha desde os tempos do “Tradição”. As canções “Fugidinha” e “Se intrometeu” não são unanimidades, mas a repercussão positiva que tiveram para sua carreira é inegável. Somadas a “Ei, Psiu, Beijo, Me Liga”, ele vai se transformando em um cantor de hits. No estilo dele, hoje, não há mais ninguém. Não é fácil acertar hit atrás de hit, mas ele vem conseguindo. Junto ao talento reconhecido que possui, as perspectivas para o ano que vem são muito boas.

___

-Paula Fernandes

Ter se destacado no “Emoções Sertanejas” e no especial de fim de ano de Roberto Carlos pesou demais. Paula deixou de ser a cantora de voz bonita admirada apenas no meio sertanejo para ficar conhecida no país. Ainda falta um grande sucesso, aquela música que todo mundo conhece, mas aos poucos ela vai conseguindo seu espaço. Problemas de gente grande começaram a aparecer, já que ontem surgiu o boato de que estaria namorando Roberto Carlos. Se quiser, a mídia vai pegar no pé por meses. Apesar de ter o escritório da Talismã por trás, sua ascensão não foi forçada, e a ideia é que continue nessa toada. No começo do ano, sai seu primeiro DVD, com um repertório cheio de boas sacadas. Suas canções definitivamente não são exemplo de música comercial, o que torna seu sucesso ainda mais admirável.

___

-Marcos e Belutti

Eles já passaram da fase de “promessas” e avançaram muito em 2010. A dupla é bem estruturada comercialmente e tem o show bastante elogiado. Em fevereiro, gravam DVD com participação de João Bosco e Vinícius e de Bruno e Marrone. Eles estão em um patamar isolado, bem próximo do grande sucesso, e o repertório desse novo trabalho vai ser o ponto fundamental para definir se passarão a fazer parte do primeiro escalão do sertanejo. A expectativa que o mercado tem sobre eles é grande.

___

-Henrique e Diego

A dupla conseguiu bom destaque esse ano, após se tornar a nova aposta do Sorocaba. Empresariados pelo cantor, Henrique e Diego cresceram até mais do que se esperava para 2010. No ano que vem, o trabalho vai ser intensificado, e novas canções, seguidas de um provável DVD, reforçarão o nome da dupla. Pela ascensão que tiveram, principalmente nesse segundo semestre, e pelo show animado que fazem, o destaque em 2011 parece muito real.

___

-João Carreiro e Capataz

O sucesso da dupla seria bom para a própria música sertaneja. Nas apostas do ano passado, citei a dupla, e o DVD “Xique e Bacanizado” conseguiu destaque, mas pela qualidade e perfil diferenciados, os cantores têm potencial para subirem bem mais. As letras não são muito comerciais e os arranjos têm dificuldade de entrar em rádios sertanejas por causa do excesso de guitarras, mas a aposta em modas de viola os tornam diferentes. João Carreiro continua compondo modas bem tradicionais, que deverão ser lançadas mais cedo ou mais tarde.

___

-Humberto e Ronaldo

É a outra dupla comandada pela equipe de Jorge e Mateus, Maria Cecília e Rodolfo e Gusttavo Lima. O sucesso dos cantores ainda é bastante regional, e sair do estado de Goiás é o primeiro grande desafio. Humberto é compositor em ascensão, autor de “Amo noite e dia” e “Chove, chove”, ambas gravadas por Jorge e Mateus. Olhando friamente, o caminho a ser percorrido ainda é longo, mas como seus empresários fazem a linha mais agressiva, até o final de 2011 tudo indica que eles já serão bem conhecidos.

___

Barra da Saia

A chance que elas sempre buscaram, começou a aparecer em 2010. De escritório novo e muito influente, fizeram Faustão, Altas Horas e participaram do DVD da Hebe. Em 2011, vão mostrar se o mercado aceita ou não um grupo sertanejo formado por mulheres, todas instrumentistas talentosas, nada aventureiras. A favor delas, como já comentado aqui no blog, estão os mais de 10 anos de estrada. Mulheres cantoras são um desafio que a nova geração ainda não venceu.

___