60 dias apaixonado

Existe um número grande de pessoas que se confunde ao falar da música “60 dias apaixonado”. Apesar de muita gente dizer que se trata de uma canção de Milionário e José Rico regravada por Chitãozinho e Xororó, a história é exatamente ao contrário.

De acordo com Chitãozinho, em meados da década de 1970, a dupla fazia muitos shows em circos da região de São José do Rio Preto, interior de São Paulo. Nessa região, havia um bordão, algo sempre comum entre os sertanejos, que dizia “Sesseeeenta dias apaixonado”.

Como acontece até hoje em várias canções, Chitão teve a ideia de transformar o bordão em música, e pediu para um artista do circo, chamado Constantino Mendes, compor algo utilizando “60 dias apaixonado”.

O rapaz compôs um pequeno trecho e entregou para a dupla, que repassou a composição para Darci Rossi finalizar.

Daí para frente, todo mundo sabe da história.

Esse depoimento do Chitão pode ser conferido no documentário “Nesses versos”, feito em 2008 por alunos da PUC-Campinas, como trabalho de conclusão de curso. Do documentário, que fala sobre os 80 anos de música sertaneja, participam, além de Chitãozinho e Xororó, duplas como Victor e Leo, Milionário e José Rico e Edson e Hudson.

Para assistir (vale muito a pena), basta clicar sobre os links: parte 1, parte 2 e parte 3.

Autores do documentário: Karina Ricca, Karine Massacani, Manuel Correia e Núria Piai Nava.

___