Universo Sertanejo

DESTAQUES

universo_sertanejo

Rick e Giovani: “2 Corações”


A notícia sertaneja da semana passada, sem dúvida, foi a parceria de Rick com Giovani.

A informação saiu no início da semana, mas ainda havia nada preparado para se dizer sobre o assunto. Com a repercussão muito positiva (acima do que muitos esperavam), os últimos dias foram corridos para colocar as coisas no lugar.

Com a busca da imprensa por informações, recebi um um convite que me deixou muito feliz. Escrevi o release oficial do projeto, que pode ser conferido abaixo.


reg

___

Dois grandes nomes da música sertaneja decidiram se unir para um novo projeto. Rick, que fez carreira ao lado de Renner, e Giovani, que formou uma das duplas mais populares dos anos 1990 ao lado do irmão Gian, estão juntos em “2 Corações”.

Divulgada há poucos dias através das redes sociais dos cantores, sem maiores informações, a parceria virou um dos assuntos mais comentados na internet. A intenção de se fazer esse encontro surgiu em doze de outubro do ano passado, em um evento do qual os dois cantores participaram na cidade de Aparecida-SP. De lá pra cá, a união foi sendo amadurecida até ter sido anunciada no início dessa semana.

O primeiro passo do projeto é um show, que terá canções de ambos os artistas da época em que cantavam em dupla, além de outras músicas que fazem o gosto deles. Haverá espaço, também, para quatro canções inéditas. Essas canções serão lançadas em um EP. Mais pra frente, com o show já na estrada, deverá vir um DVD.

Os cantores ressaltam que não se trata de uma nova dupla, mas sim de um projeto paralelo, como visto nos últimos anos dentro do sertanejo (“Cabaré”, “Lendas”, “Clássico” e etc).

Ambos faziam a primeira voz em suas respectivas duplas, o que os fará revezar durante as apresentações.

Os shows terão início no mês de maio.

Rick cantou por quase 30 anos em dupla e se tornou solo definitivamente há dois anos. Além da carreira como cantor, é um dos compositores mais gravados da história da música sertaneja, inclusive por Gian e Giovani.

Giovani, por sua vez, chegou a completar 25 anos ao lado do irmão, e passou a cantar sozinho em 2014.

O projeto está sob os cuidados da VIBE Produções Artísticas.

WhatsApp Image 2017-03-16 at 13.41.20

 



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

universo_sertanejo

As músicas sertanejas mais tocadas da última semana (12/3 a 18/3)


A lista da última semana traz um padrão bem parecido com a anterior.

Luan Santana em primeiro, com “Acordando o prédio”, Henrique e Juliano em segundo, com “Vidinha de balada”, e Zé Neto e Cristiano em terceiro, com “Cadeira de aço”.

A novidade do Top10 fica por conta de Fernanda Costa, cantora do escritório de Bruno e Marrone. Ela emplacou sua nova música de trabalho, “Chame o juiz, ” na nona posição.

Quem não a conhece, pode conferir no vídeo abaixo.

___

novols



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

universo_sertanejo

Lançamento: “Bipolar”, nova música da Rafaela Miranda


Rafaela Miranda, agora em nova fase da carreira, com escritório próprio, está lançando sua nova música de trabalho: “Bipolar”.

rfa

A canção, escrita por ela ao lado de Léo Soares, foi produzida em Goiânia pela Gravadora LKS, do produtor Blener Maycom, nome citado várias vezes aqui nos últimos tempos.

Assim como na maior parte das canções dela, o vozeirão é o que mais chama a atenção, além de a música ser muito boa (algo no qual ela é recorrente).

O clipe pode ser conferido abaixo.



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

universo_sertanejo

“Uma pegada que desgrama”, lançamento de Carlos e Jader


O lançamento de hoje vem de Goiânia, de uma dupla que já passou várias vezes por aqui.

Carlos e Jader estão promovendo “Uma pegada que desgrama”, um single acompanhado de um clipe. Eles estão, com outra música, “Calcula”, na playslit do blog, que pode ser ouvida aí na lateral.

cjader

A dupla, aos 14 anos de carreira, tem um disco pronto que será lançado ainda esse semestre nos serviços digitais, e também uma série de clipes que serão divulgados aos poucos.

A música de hoje, “Uma pegada que desgrama”, pode ser conferida em um desses clipes inéditos.



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

universo_sertanejo

As músicas sertanejas mais tocadas da última semana (5/3 a 11/3)


A lista da última semana tem poucas mudanças em relação ao ranking anterior.

Luan segue na ponta com “Acordando o prédio”, seguido de “Cadeira de aço”, de Zé Neto e Cristiano, e “Enquanto eu brindo cê chora”, de Bruno e Marrone.

A novidade fica por conta de “O errado sou eu”, nova música de trabalho de Zé Felipe, que aparece pela primeira vez no Top10.

rkn



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

universo_sertanejo

Paula Fernandes: Acústico – Voz e Violão


Na semana que vem, dias 16 e 17 (quinta e sexta), Paula Fernandes estreia um projeto novo que muitos já esperavam dela: um show intimista e acústico.

No “Vivo Rio”, quinta, e no “Tom Brasil”, sexta, ela vai se apresentar de maneira inédita, com arranjos novos e uma pegada diferente do que pode ser visto na atual turnê dela, “Amanhecer”.

O texto oficial disponibilizado sobre o projeto diz que “no repertório aparecem novidades como Nando Reis, Kansas, Skank, Victor e Leo, Almir Sater entre outros”.

A intenção é de rodar o país com a novidade ao mesmo tempo em que a turnê de carreira também viaja. Pelas canções e pela maneira de cantar, é difícil um voz e violão com ela não agradar. Imagino um projeto extremamente agradável.

E espero, bastante, que ou “Pedaço de chão” ou “Céu vermelho” estejam no repertório.

Brincadeiras à parte, trata-se de uma ideia interessante de se acompanhar.

prio



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

universo_sertanejo

Ainda sobre o Victor


Aproveitando o texto que fiz, anteontem, sobre o caso do Victor, gravei um vídeo com conteúdo parecido.

Quem quiser assistir, segue abaixo. Postei também através do Facebook, na página do blog.



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

universo_sertanejo

Tenha sua casa própria na internet


O texto de hoje não fala sobre música sertaneja, mas sobre o trabalho de produção de conteúdo na internet.

Desde o final do ano passado, uma série de YouTubers populares passou a publicar vídeos com reclamações a respeito da plataforma, alegando que o YouTube não estava sendo claro no processo de exposição dos vídeos dos usuários (quem quiser se inteirar, pode clicar aqui).

O assunto expôs algo que eu defendo quando conto a história do blog: seu Facebook ou seu YouTube não são seus. São como seu Orkut, que um belo dia resolveu fechar e levar para o lixo todo o conteúdo publicado por você (exceto fotos, que ficaram disponíveis para download).

Pense rapidamente nas páginas famosas de Facebook que você curte ou acompanha de alguma maneira. Muitas delas são produtos que só existem ali dentro da plataforma. Se o Face fechar as portas, todo o conteúdo vai para o limbo, como se nunca tivesse existido. Assim como o YouTube.

Por mais que o Facebook permita backup do conteúdo, você vai repostá-lo onde? Qual o nível de controle você tem sobre o que produziu por anos e anos nas páginas deles?

Sem contar que tanto FB quanto YT cobram para promover conteúdo, que daqui um tempo pode ser só pó (não acredito que será, mas uso o exemplo para dar uma ideia de quão refém as pessoas estão ficando).

Mais crítico ainda é o YouTube, que oferece um serviço que a concorrência não consegue chegar perto. Valeria, embora seja bem diferente, você subir seus vídeos em sua plataforma própria (blog, site, qualquer um que seja próprio), para que não fique de mãos abanando caso o YT decida fechar as portas de um dia para o outro.

Tenho esse espaço há 10 anos. Depois do surgimento das redes sociais, precisei me adaptar e inserí-lo nas novidades, mas sem jamais deixar de postar todo o conteúdo original por aqui. Os textos de todos esses dez anos, por exemplo, estão salvos.

Esse ano pretendo montar um livro com as principais notícias dadas no blog, e isso só será possível por se tratar de um veículo realmente próprio. Se fossem 5 anos de texto no Facebook, não conseguiria reuní-los sem uma força tarefa incansável que passasse dias e dias pesquisando o histórico de uma página.

Portanto, quem pretende montar algo e seguir carreira, fazer uma vida em cima de uma ideia e dar valor ao conteúdo que produz a muito custo, atente-se a ter seu espaço próprio. Parece fora de moda, mas só parece. Use todas as ferramentas e plataformas existentes de divulgação como as redes sociais, mas as use como um meio, e não como sua base.



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

universo_sertanejo

“Maldito corretor”, lançamento de Paulo e Jean ao lado do BCC


O lançamento de hoje vem, novamente, do Mato Grosso do Sul.

pjean

Com cinco anos de carreira, Paulo e Jean gravaram o primeiro DVD da carreira em janeiro, na cidade de Dourados-MS.

Os rapazes são de Amambaí, mas cantaram pela primeira vez juntos na vizinha Laguna Carapã. Pelas cidades citadas do texto até agora, já dá pra imaginar o tamanho da influência sertaneja que eles tiveram.

Paulo, o primeira voz, passou grande parte da sua infância na cidade de Bonito-MS, tendo muito contato com diversos estilos musicais.

Jean, por sua vez, sempre foi mais ligado ao tradicional, mais próximo da música caipira. Quando pequeno, participou de um projeto em que a viola caipira era ensinada às crianças.

Nesta segunda, a dupla está promovendo a canção “Maldito corretor”, gravada ao lado de Breno e Caio César (o DVD, intitulado “#horadeserfeliz”, teve a participação do cantor Loubet).

O vídeo de “Maldito corretor” pode ser conferido abaixo.



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

universo_sertanejo

Sobre o Victor


Faço, hoje, meu primeiro comentário aqui no blog a respeito do caso envolvendo o Victor Chaves, irmão do Leo. Vou repetir o que disse ontem na Nativa, quando questionado sobre o assunto.

Acho que o momento é pertinente.

Já o entrevistei mais de uma dezena de vezes e pude ter conversas sobre vida pessoal, informalmente, algumas tantas outras. Nada disso, porém, serve de base para eu emitir qualquer tipo de opinião a respeito do acontecido.

Tenho minhas impressões sobre o caso, tenho meus vários achismos, mas expor essas ideias não faz o menor sentido. Ninguém, sem ser a família do casal, tem informações suficientes que justifiquem o apedrejamento ou a absolvição dele ou dela. Ninguém estava lá.

Como jornalista, ouvi versões muito diferentes de pessoas que garantem saber o que aconteceu, mas que  cruzando algumas informações, você vê que não sabem.

Tentar adiantar o julgamento usando argumentos que começam com “ah, pq Victor é isso…” ou “ah, mas a menina é aquilo…” é irresponsável, pra ficar em um termo leve.

Como o assunto é quente, qualquer palpite dado nas redes sociais vai dar um retorno imenso, mas com o custo da credibilidade.

O único caminho correto é esperar que a investigação seja feita, que os envolvidos sejam ouvidos, e que a gente deixe as paixões de lado.

Sobre as edições feitas no “The Voice”, das quais muitos fãs tem reclamado, trata-se apenas de um procedimento natural que qualquer empresa colocaria em prática quando uma de suas principais figuras estivesse envolvida em algum assunto grave.

Do nosso lado – o que não torce para o circo pegar fogo -, a gente espera que o caso se resolva logo e tudo fique bem.



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)