Universo Sertanejo

DESTAQUES

Tem sertanejo na política


Algumas figuras ligadas ao meio sertanejo resolveram apostar na política esse ano.

Peguei alguns exemplos, os mais conhecidos, pra dividir com vocês.

Lembrando que Sérgio Reis, atual deputado federal, não vai tentar a reeleição.

-João Lucas

A dupla João Lucas e Marcelo, do hit “Eu quero tchu, eu quero tcha”, anunciou a separação no primeiro semestre (ainda cumpre agenda). Marcelo vai seguir compondo e cantando em carreira solo. João Lucas aposta agora em sua candidatura a deputado federal pelo estado do Tocantins.

jldf

___

-João Reis

Pai de Cristiano Araújo e Felipe Araújo, João sempre esteve próximo da carreira dos filhos e é figura conhecida dos fãs e do meio sertanejo. É candidato a deputado federal por Goiás.

jrdf

___

-Marco Brasil

Figura marcante dos rodeios no Brasil, o locutor Marco Brasil é candidato a deputado federal pelo estado do Paraná.

mbdf

___

-João Wellington

Um dos principais contratantes de shows do país, o empresário tem o nome conhecido em Minas Gerais, estado em que realiza seus eventos. É candidato a deputado federal por Minas.

jwdf

 

 

Catra sertanejo


Faleceu, neste domingo (9), aos 49 anos, o funkeiro Mr Catra, em decorrência de um câncer no estômago.

Figura que conseguia desagradar muita gente por conta de suas letras apelativas, mas uma pessoa muito bem quista por quem trabalhou direta ou indiretamente com ele.

Em 2013, Catra anunciou que gravaria um disco chamado “Mister Country”, seu primeiro álbum sertanejo. Na época, se discutia muito a mistura de funk com sertanejo, que começava a ganhar espaço nos repertórios e shows de algumas poucas duplas.

O projeto “Mister Country” não saiu do papel, mas Catra gravou com muitos sertanejos. De cabeça, me lembro de parcerias com Lucas Lucco, Naiara Azevedo, Thiago Matheus, Thiago Brava e Cristiano Araújo, entre tantos outros.

Mr Catra chegou a se apresentar na Festa de Barretos, em 2013.

Abaixo, uma das parcerias mais conhecidas: “Princesinha”, com Lucas Lucco.

Humberto e Ronaldo, Blener, NA, repertório… Quando a engrenagem volta a funcionar


Humberto e Ronaldo sempre foram uma dupla destacada pelo repertório. Entre um hit aqui e ali, os trabalhos sempre foram muito consistentes em relação a escolha de músicas, há uma fila delas pouco conhecidas que poderiam tranquilamente ter sido trabalhadas.

De junho do ano passado até metade de 2018, os cantores passaram por mudanças importantes na área da gestão. Deixaram a Audiomix, onde se criaram, e pouco tempos depois entraram para a Workshow, quando o escritório abriu uma frente para a contratação de novos nomes.

A parceria, no entanto, durou poucos meses, e após romperem também com a Workshow, anunciaram a entrada na NA, escritório de Naiara Azevedo.

O que parecia um roteiro muito bem feito para que a dupla se perdesse pelo caminho, com diversas mudanças e um aparente bate-cabeça, acabou dando certo. E tudo passou pela principal característica deles: repertório.

WhatsApp Image 2018-08-24 at 19.01.08o produtor Blener Maycom, Humberto e Ronaldo na gravação do DVD “Saideira dos 10 anos”

A dupla lançou, em junho, a música “Não fala não pra mim” com participação de Jerry Smith. Por trazer um funkeiro e um arranjo bem distante do que a dupla costumava gravar, houve muita gente torcendo no nariz.

A resposta, no entanto, veio através dos números. Em pouco mais de dois meses, o vídeo já passou de 132 milhões de visualizações.

A escolha da música passou pelo produtor Blener Maycom, incumbido de cuidar da primeira aposta da dupla dentro do novo escritório.

Produtor de todos os sucessos de Naiara Azevedo e responsável pela salada musical que a cantora gosta de gravar, Blener achou que era hora de dar um choque no repertório dos rapazes.

“Eu apostei em fazer o inusitado. Com tudo que tava acontecendo, se eu continuasse na linha que eles já vinham fazendo, não ia fazer diferença pro público. Apostei em levar um pouco o Humberto e Ronaldo pro funk e trazer o Jerry pro sertanejo, o público aprovou a mistura”.

O direcionamento proposto pelo produtor agradou nas rádios, mesmo a parceria trazendo um artista de outro gênero. Após bater o topo das mais tocadas, a dupla comemorou o desempenho no “SóTocaTop”, da Globo.

WhatsApp Image 2018-08-28 at 14.11.21(1)

Em agosto, a dupla gravou um DVD chamado “Saideira dos 10 anos”, celebrando uma década de carreira. Acústico, também sob produção de Blener, o projeto vai aproveitar a popularidade da atual música de trabalho para ser lançado.

Uma junção de diversos trabalhos bem feitos. Eles merecem.

Brazilian Day com Matheus e Kauan em Nova York


Amanhã, domingo (2), acontece o Brazilian Day em Nova York, tradicional evento que reúne brasileiros de todos os cantos dos Estados Unidos.

Como de costume, há sertanejo na parada. Matheus e Kauan estreiam nos EUA acompanhados de Paralamas do Sucesso, Dennis DJ, Toni Garrido, MC Koringa e Eduarda Brasil (do The Voice Kids).

Estou aqui para acompanhar o evento pela segunda vez (estive em 2012 na edição em que Jorge e Mateus se apresentaram).

Os shows, gratuitos, acontecem em um palco montado na 6ª avenida com a rua 46 (rua dos brasileiros).

A apresentação desse ano ficará por conta da Ana Furtado.

brd18

Considerações sobre Barretos 2018


A 63ª edição da Festa de Barretos se encerrou ontem, domingo (26), e pode ser considerada um grande sucesso.

Fiz algumas considerações, como em todos os anos.

___

-Shania

O primeiro show da cantora canadense no país era certeza de sucesso, mas nem os mais otimistas esperavam tamanha movimentação do público. Tratada com luxo e discrição, após receber um cachê de pouco mais de um milhão de dólares, segundo informações da Folha, Shania literalmente entupiu o Parque do Peão. Houve quem reclamasse da muvuca, mas há de se ter alguma tolerância quando se trata de grandes aglomerações em arenas.

___

-Mais sertanejo

Barretos já cometeu sandices imperdoáveis, como em 2012, quando colocou Milionário e José Rico no palco secundário e Seu Jorge no principal. De lá pra cá, a presença de outros gêneros vem diminuindo, e a programação de 2018 foi bem sertaneja. Anitta, Kevinho e figurões da música eletrônica fogem do ideal sertanejão que a gente deseja, mas convenhamos que é um número muito pequeno de exceções.

___

-Gusttavo Lima e Zé Neto e Cristiano

Gusttavo e Zé Neto e Cristiano monopolizaram as atenções na segunda semana. O assunto, em todo canto, eram eles. A dupla foi a principal responsável pela quebra de recorde de público em uma quinta- feira (23). Gusttavo, que usou e abusou do termo “Embaixador”, emprestado da Festa, fez história com seis horas de show e um DVD gravado. Enquanto alguns artistas tratam Barretos como somente mais um show, outros sabem capitalizar muito bem em cima do evento.

___

-Palco Amanhecer

Barretos vem resolvendo bem um “quase problema” que eram os palcos secundários. Com a valorização do Palco Amanhecer e investindo em uma nova tradição de ver o sol raiar, o local ganhou força e despertou interesse nos artistas. O único ponto de difícil solução é que há momentos em que ele fica muito fraco de público, já que as pessoas ficam concentradas nos shows da arena. Esse ano, por exemplo, o “Amanhecer” recebeu shows de Fernando e Sorocaba, Edson e Hudson, Rionegro e Solimões e acompanhou o retorno de Gian e Giovani.

___

-Nota triste

Nem tudo foram flores. Um senhor de 60 anos faleceu, na manhã da sexta-feira (24), após um mal súbito na noite anterior. Morador de Aracaju, ele foi encontrado desacordado em um dos banheiros da Festa. Socorrido pelos bombeiros e pela equipe médica do evento, chegou a ser levado com vida para a Santa Casa, mas não resistiu.

___

-Politicagem

Todo ano eleitoral tem o mesmo mise-en-scène. Os candidatos aparecem, fazem seu teatro, sorriem animados fingindo que gostam do ambiente e prometem defender o rodeio e o agronegócio. O agro, em linhas gerais, é fácil defender diante da importância que tem para a economia do país. Já o rodeio, cada ano que passa, precisa de figuras que realmente vistam a camisa e briguem por ele. É bom anotar quem passou pela Festa para poder cobrar depois.

___

-Aposentadoria

Guilherme Marchi, campeão mundial de rodeio, uma das lendas do esporte, foi homenageado na noite de ontem, domingo, após ter anunciado sua aposentadoria. Marchi decidiu competir até novembro, em Las Vegas, e depois se despedir das arenas. O competidor, que mora nos Estados Unidos, trabalhará na formação de jovens atletas da montaria.

___

Foi minha 16ª vez em Barretos. Digo com quase toda certeza que foi a melhor programação de shows que acompanhei até hoje. A Festa cresceu muito em mídia e em qualidade. O meio sertanejo agradece.

DVD novo: Gaby Violeira lança “Mais que um estilo, uma paixão”


O destaque de hoje no blog é uma artista da qual gosto muito.

Gaby Violeira é de Ribeirão Preto,  toca viola de verdade (a despeito quem acha que seja apenas pose), e trabalha para se encaixar no mercado com um pé na tradição e o outro nos dias atuais.

A cantora está lançando seu primeiro DVD da carreira, “Mais que um estilo, uma paixão”, gravado em sua cidade natal, que contou com participações de Lucas Reis e Thacio, Fiduma e Jeca e Antony e Gabriel.

gbdvd

O projeto teve produção musical de Thiago Centurião e direção de vídeo do André Caverna.

Com visual de cowgirl e viola em punho, ela canta sobre problemas de relacionamento, bebida e festa (além do espaço, claro, para a música tradicional).

É nessa mistura que está sua principal aposta, além da imagem, bastante diferente das cantoras com as quais a gente está acostumado.

O primeiro vídeo lançado do projeto a ter boa repercussão foi “Abstinência”, ao lado de Lucas Reis e Thacio (canção que foi gravada também por Jads e Jadson com João Carreiro).

A partir do mês de setembro, ela começa uma nova experiência, que é de poder acompanhar uma música sendo trabalhada na rádio.

Com uma boa estrutura que ela conquistou, a música de trabalho deve render novos frutos.

O vídeo abaixo é justamente da canção escolhida para ser carro-chefe do projeto, “Coração de mocinha”.

A seguir, o clipe mais recente a ser lançado: “Nossa sede combina”, com participação de Antony e Gabriel.

Barretos gigante


A Festa de Barretos encerrou seu primeiro fim de semana em estado de graça.

O evento, que espera receber até 1 milhão de pessoas até o último dia (16 a 26), o pontapé inicial foi considerado um sucesso.

A noite esperada há tantos e tantos anos, com apresentação inédita no Brasil de Shania Twain, teve ares catárticos.

shn

Os relatos e as fotos impressionam. O estádio, que comporta oficialmente 55 mil pessoas, viu fãs saindo pelas beiradas e até escalando estruturas.

A multidão reunida, como costuma acontecer, gerou algumas críticas. Ainda que todos tenham razão e pleno direito de reclamar, shows dessa magnitude normalmente apresentam dificuldade de se locomover até mesmo entre as áreas mais caras.

Um ponto significativo é a tentativa (bem sucedida, por ora) de igualar a importância dos dois finais de semana do evento. Tradicionalmente, o segundo fim de semana é muito mais forte. Esse ano a disputa está acirrada (o segundo sábado trará a gravação do novo DVD de Gusttavo Lima).

A Festa tem programação todos os dias, inclusive hoje, segunda-feira.

20180819_213037

Jorge e Mateus cantam em prol do Hospital de Amor de Campinas


Na próxima quinta-feira, dia 23, Campinas recebe a dupla Jorge e Mateus para um show beneficente.

Toda a renda será destinada ao Hospital de Amor, novo nome do hospital do Hospital de Câncer de Barretos.

jemha

A apresentação da dupla acontecerá no Via Appia, local conhecido de shows na cidade, e já tem a maior parte dos ingressos vendidos.

Quem quiser comparecer e colaborar com um dos projetos beneficentes mais confiáveis do país, pode entrar no site clicando aqui.

Os ingressos vão de R$550 individual a R$6 mil (mesa mais cara).

Rick e Renner e Gian e Giovani voltaram. O que eu acho?


Decidi fazer uma postagem para responder a pergunta mais recorrente da semana: “o que você acha das voltas de Gian e Giovani e Rick e Renner”?

Aos que não souberam ainda, ambas as duplas estão de volta, vão soltar trabalhos novos e voltar para a estrada.

Os projetos “Cabaré” e “Clássico” confirmaram o que tanta gente já sabia: nem só de jovens artistas e novos fãs vive a música sertaneja, há espaço para todo tipo de artista e de público.

A união recente de Rick com Giovani, por mais que tenha sido curta, mostrou que há interesse neles, o desafio é sempre entender qual a maneira ideal de entregar isso ao público.

O retorno das duas duplas enfrenta certa falta de credibilidade. Será que Gian e Giovani não vão se desentender de novo, depois do que os dois disseram após a separação? Será que o Renner não vai aprontar de novo? Essa talvez seja a primeira questão a ser pensada.

E na minha opinião, já que o texto surgiu a partir da pergunta sobre o que eu acho, tenho ponto de vista bastante claro: acho muito positivo, bom para o sertanejo, mas desde que se pense em algo diferente do que se vinha fazendo antes das separações.

Se for pra tocar o barco como se tocava antes dos desentendimentos, creio que uma grande oportunidade será perdida.

Chitãozinho e Xororó são os maiores exemplos de que não há mal nenhum em insistir para que as novas gerações conheçam seus sucessos antigos. Regravaram seu melhor repertório com novatos, com veteranos, com orquestra, com mulheres, em versões mais jovens dentro de boate e, no final das contas, conseguiram se colocar no lugar merecido.

Recentemente, Cleiton e Camargo também anunciaram retorno, mas decidiram que a volta seria com um projeto de regravações de sucessos de Zezé di Camargo e Luciano. Vai dar certo? Ninguém pode dizer, mas as chances são bem maiores do que apenas mais um CD novo da dupla.

É importante que haja projetos. Não estou por dentro dos planos atuais das duas duplas, mas sei que amanhã, sexta (17), sai a canção “Seguir em frente”, marcando a retomada de Rick e Renner.

De qualquer maneira, resgatar canções antigas de olho em um público novo nunca foi má ideia, ainda mais quando falamos de duplas com repertório muito acima da média. Só lembrando que “Convite de casamento” já tem 20 anos e aquele DVD acústico de Rick e Renner, o melhor projeto da carreira deles, está completando 15.

Na minha cabeça, faz muito sentido que as novas gerações conheçam mais a história deles. Até mesmo Zezé e Luciano, por muitos anos resistentes a acústicos com grandes sucessos, decidiram fazer o deles (vai ser no final desse ano).

Acho que o melhor caminho é por aí.

Primeiro vídeo do DVD: Gabi Martins lança “Neném”


Hoje tem início o lançamento de um projeto no qual há muita gente de olho.

Gabi Martins, mineira de 21 anos que surgiu através de vídeos na internet e chamou atenção logo de cara, lança hoje o primeiro clipe de seu DVD de estreia.

gbb

Produzida por Eduardo Pepato e dirigida por Catatau, ela apresenta a faixa “Neném”, composição de Élcio de Carvalho, Junior Pepato, Juan Marcus, Hiago Vinicius e Natanale Silva.

O DVD foi gravado no estúdio “Na House”, do Pepato.

“Quero que as pessoas assistam este trabalho e se identifiquem, não só com as letras, mas com o meu jeito meio moleca, meio menina. Tudo que eu faço é pensando nos meus fãs e nas pessoas que estão escutando”, diz Gabi, que já havia aparecido no blog em outras postagens.

Com mais de 800 mil seguidores no Instagram, ela é da música desde a infância. Aos 7 anos de idade, entrou na aula de canto e nunca mais parou.

Gabi é um nome a se acompanhar. Com outras faixas lançadas e o trabalho de TV, vai ser possível ter uma ideia melhor do que a espera pela frente.

Abaixo, “Neném”.