Universo Sertanejo

DESTAQUES

Pássaro sem ninho


Em três anos de blog, creio que eu não tenha republicado mais do que 5 postagens.

Todas as republicações foram feitas por algum motivo especial, como datas importantes ou algo do gênero.

Hoje, vai ser exceção.

Aproveitando o final de semana prolongado, vou postar, pela terceira vez, um mesmo vídeo.

Apesar das milhares de opções no YouTube, esse vídeo é o meu preferido, dentre todos que eu assisti nesses anos de internet.

Preferido pela música, pelo casamento das vozes, mas principalmente pela segunda voz.

Abaixo, André e Andrade, que são irmãos das Irmãs Freitas, cantam “Pássaro sem ninho”.

João Bosco, Vinícius e a chuva no palco


Como dito e repetido aqui durante as últimas semanas, os sertanejos estão tentando se superar cada vez mais nas estruturas dos shows, e alguns deles tentando levar coisas inéditas para os palcos.

Na noite de quinta-feira, 11, em Cerquilho-SP, foi a vez de João Bosco e Vinícius mostrarem sua novidade.

Em plena divulgação da nova música de trabalho, “Chuva”, a dupla montou um dispositivo que, de fato, jogou água no palco.

Foi feito um vídeo dessa experiência, e ele pode ser conferido clicando sobre a imagem abaixo.

*Os dados de menções no Twitter e no Facebook foram zerados por causa de uma alteração no post.

E o “Double Face” leva o Grammy Latino


O “Double Face”, álbum duplo que Zezé di Camargo e Luciano lançaram no primeiro semestre desse ano, recebeu o Grammy Latino, ontem, como melhor “Melhor Álbum Sertanejo”.

Disputando nessa categoria, estavam os seguintes álbuns:

___

Coração Apaixonou – João Bosco & Vinícius [Sony Music]
Se For Pra Ser Feliz – Chitãozinho e Xororó [EMI Music]
Double Face – Zezé di Camargo & Luciano [Sony Music]
Esse Alguém Sou Eu – Leonardo [Mercury / Universal Music]
Retrato: Ao Vivo no estúdio – César Menotti e Fabiano [Mercury / Universal Music]
Ao Vivo – Luan Santana [Som Livre]
Ao Vivo e em Cores em São Paulo – Victor & Leo [Sony Music]

___

O CD de Modões, parte do “Double Face”, ia acabar pesando. Foi uma ideia que ficou muitos anos só na promessa, e que quando foi lançado, surpreendeu até os que já esperavam um grande disco.

É realmente complicado colocar o CD de Modões para competir com algo, já que seu acerto é de repertório, produção e interpretação. Ou seja, basicamente tudo.

Sem contar o acerto que foi lançar esse trabalho justamente agora, com a música sertanejo em meio a diversas mudanças.

O CD de “Modões” foi citado aqui várias vezes, e até hoje, não surgiu nenhum comentário negativo.

Como já dito aqui, o “Double Face” deve encerrar 2010 como disco sertanejo mais vendido do ano.

Programa Universo Sertanejo #44


Fala, pessoal.

Entrou no ar, na última quarta-feira, a quadragésima quarta edição do programa Universo Sertanejo, na RádioUOL.

Nesse programa, a seleção musical traz 12 canções românticas do repertório das duplas da nova geração.

Aproveitando a postagem de quarta-feira, na qual foi discutido se ainda há ou não espaço para o sertanejo romântico, escolhi as canções mais românticas gravadas por essa turma nova.

Tem Jorge e Mateus, João Neto e Frederico, Fernando e Sorocaba, Hugo Pena e Gabriel e várias outras.

Quem quiser ouvir, basta clicar na imagem abaixo.

Perguntas e respostas


Voltarei a responder com mais frequência as perguntas que chegam via email ou twitter. Quem quiser mandar através dos comentários, pode mandar.

___

Qual dupla gravou mais discos até hoje?

Pra responder com certeza absoluta, tem que pesquisar mais a fundo, mas pelo que se lê nas biografias, o recorde ainda é de Tonico e Tinoco, com mais de 80, contando compactos simples e diversos outros formatos. Uma vez, na televisão, um apresentador comentou que Pedro Bento e Zé da Estrada já haviam lançado mais de 80, mas o site oficial deles diz 58. É muita coisa, de qualquer forma.

___

Por que não existe nenhum programa de música sertaneja em rede nacional logo agora que o sertanejo está no auge?

Pela questão do público que o novo sertanejo atinge. Há o receio de que a classe C, responsável pela maior parte da audiência da TV, não compre a ideia do programa. Como a gente sabe, o sertanejo novo conseguiu muita abertura nas classes A e B, mas nem tanto na C. Apesar disso, já tem notícia interessante em relação ao assunto. Logo que puder divulgar, comento por aqui.

___

Edson e Hudson estão perto de voltar ou é só impressão que as notícias causam?

Eles se falam, mas nenhum dos dois tem a ideia de voltar. O Edson está investindo bastante no trabalho novo, que está pra ser lançado, e o Hudson deve gravar o DVD em dezembro. Pensando no mercado e deixando a admiração pela dupla de lado, deixo uma pergunta aqui: seria tão impactante assim essa volta?

___

A Festa de Barretos divulgou o número final de público esse ano? Foi abaixo do esperado?

Divulgou. Foram 850 mil pessoas em 11 dias, eram esperadas ao menos 1 milhão. O número final foi prejudicado pelo show da Mariah Carey, que além de ter dado público baixo, atrapalhou todo o final de semana. Em condições normais, o público teria passado de 1 milhão.

___

É verdade que o DVD do Luan vai custar R$ 2 milhões? Não é muito fora da realidade?

Verdade, isso foi acordado com a Som Livre no dia da renovação do contrato. Não é muito fora, não. É mais alto que o de costume, mas existem outros DVD’s sertanejos que passaram de R$ 1 milhão com folga.

___

Os sertanejos de hoje ganham mais dinheiro do que os dos anos 1990?

Dizem que nos anos 1990, pelo fato de poucas duplas dominarem o mercado, os shows eram mais caros, fora o fato de ter havido vários programas de televisão apresentado por duplas, o que deu muito dinheiro, também. O valor médio de um show hoje, falando de uns 90% dos sertanejos de sucesso, gira em torno de R$ 150 mil.

O pessoal dos anos 1990 ganhou e ganha muito dinheiro com shows corporativos, fechados pra empresas. Quem faz bastante isso, dentre os novos, é Victor e Leo. Raramente esses shows aparecem na agenda dos sites, por isso a gente não fica sabendo.

___

Tião Carreiro e Pardinho eram brigados?

As histórias dizem que sim, mas o sertanejo é cheio dessas lendas. Que houve vários desentendimentos, é fato, tanto que a dupla se separou duas vezes.

___

As gravadoras estão certas em bloquear tudo no YouTube?

Eu preferia, como todo mundo, que não bloqueassem, mas estão no direito delas. O que não faz sentido é bloquear a incorporação do vídeo (o vídeo pode ser visto no YouTube, mas não tem como inserir em algum outro lugar, como aqui no blog, por exemplo).

Apesar de a gente reclamar, a tendência é piorar. Nos Estados Unidos, as gravadoras já tem acesso livre para a retirada de material que os pertence. Uma música de fundo, mesmo que por alguns segundos, já é motivo pro seu vídeo sair do ar.

___

Tem algum site que você indica com a história das duplas antigas?

Tem o “Boa Música Brasileira“, mantido por um rapaz chamado Ricardinho. Ele tem diversas biografias que não são encontradas em nenhum outro lugar na internet (em nenhum, mesmo). Pelo design antigo do site, muita gente tem a impressão de que ele está desatualizado. Conversei uma vez com o Ricardinho sobre isso, e ele disse que mantém o site com a “cara” velha por opção, por achar mais fácil de mexer.

___

Qual é o maior site de download de música sertaneja?

Tem vários muito bons, mas vou citar um especializado em discos mais antigos, fora de catálogo, pra não dar problema. É o Saudade da Minha Terra, o maior acervo de raridades sobre música sertaneja (esse site está com um aviso de “pode danificar seu computador”, provavelmente pela quantidade de propagandas que tem nele. Eu uso normalmente, assim como a maioria aqui).

Aliás, quem quiser indicar algum blog de download, vou liberar os links nesses comentários. Muita gente manda email pedindo dica de onde baixar, então os comentários vão acabar ajudando.

Luan Santana e Fernando e Sorocaba ao lado de Chitãozinho e Xororó


Já começaram a cair na internet algumas canções que farão parte do CD/DVD “Ch&X 40 anos – Nova Geração”, que deve ser lançado até semana que vem.

Nesse projeto, Chitãozinho e Xororó receberam diversos nomes desse “novo sertanejo”, com os quais dividiram vários de seus sucessos.

Algumas canções já podem ser ouvidas na internet, e duas delas eu escolhi para postar aqui: “Pura emoção”, ao lado de Fernando e Sorocaba, e “Pode ser pra valer”, ao lado de Luan Santana (não sei se essas são as versões finais).

Para ouvir, basta clicar nos tocadores abaixo.

___

O sertanejo romântico ainda tem vez?


O sertanejo romântico perdeu muito espaço entre as duplas que apareceram nos últimos 5 anos, muito por conta de um novo público mais interessado em festa do que propriamente em música.

Se os artistas dos anos 1990, ao lado de Bruno e Marrone, não continuassem com uma levada mais romântica, a música sertaneja teria colocado de lado uma de suas grandes características.

Tanto é verdade, que os grandes hits dessa nova geração são canções animadas (sim, Victor e Leo e Eduardo Costa são exceções).

Há uma conversa frequente entre os artistas que estão produzindo trabalhos novos, se não seria a hora de apostar em canções românticas como música de trabalho. “Chuva”, que está tocando nas rádios com João Bosco e Vinícius, é um pequeno indício, apesar de ser uma canção pouco sertaneja.

Existem duas duplas novas em São Paulo (eu realmente não sei como estão esses nomes fora do estado), que começam a fazer suas imagens como duplas românticas, tocam nas grandes rádios daqui e têm a mesma faixa de idade do pessoal que vem fazendo sucesso nos últimos anos.

Uma delas é Christian e Cristiano, que muita gente deve conhecer por causa da música “Fã”, mas que trabalha hoje uma música muito mais bonita, chamada “Que moça é essa?”. A outra é Geovany Reis e Fabrício, que trabalha a canção “Doeu”, nome mais do que apropriado para uma boa música de sertanejo romântico.

Christian e Cristiano e Geovany Reis e Fabrício

Por trás das duas duplas, há algo em comum que ajuda a entender muita coisa: Fátima Leão, compondo ou produzindo.

Ela nunca parou de compor, apesar de seu estilo combinar mais com o sertanejo dos anos 1990. Seu nome começa a voltar à tona não só por causa de duplas novas que a procuram, mas principalmente pelo fato de alguns nomes consagrados da nova geração manifestarem a intenção de ter composições suas nos próximos trabalhos.

As duas canções citadas na postagem podem ser ouvidas abaixo. Ambas trazem aquele som de público para dar impressão de ao vivo, que se dependesse da vontade da maioria que frequenta aqui, seria uma prática já extinta.

___

Comentários


Só para avisar que aquela reclamação sobre os comentários, que muita gente fez, teve resposta.

Agora, é possível ver 50 comentários por página, e não apenas 5, o que impossibilitava acompanhar qualquer discussão.

Algumas informações


-Victor, filho e parceiro de dupla do Rick, vai se lançar cantor solo no início do ano que vem. A ideia, logo que a dupla Rick e Victor foi formada, já era essa. A produção vai ficar por conta do Rick.

___

-Existe, de fato, chance de Edson e Hudson participarem do especial de fim de ano do Roberto Carlos. Os irmãos conversaram, e se o convite for para cantar uma música do Roberto, eles irão. O que falta agora, na verdade, é um convite oficial da produção.

___

-Pode ser impressão ou algo momentâneo, mas alguns vídeos de artistas da Sony, colocados por fãs, estão no ar há semanas e não foram retirados do YouTube (principalmente de Zezé di Camargo e Luciano). A política da Sony, em relação ao YouTube, sempre foi de retirar vídeos de artistas que os pertence. Uma dica para quem quiser guardar os vídeos é o site “Zamzar.org“. Lá é possível baixar os vídeos ou só os áudios em diferentes formatos.

___

-Fernando e Sorocaba vão colocar fotos de fãs em seu ônibus. Quem quiser, tem que enviar uma foto até dia 21/11 para promocao@fernandoesorocaba.com.br. A ideia é que o ônibus fique como na imagem abaixo. Por curiosidade, um ônibus desse porte, desses artistas novos, custa por volta de R$ 800 mil.

Mais buscados


Um gráfico publicado na Folha, ontem, trouxe números que causaram estranhamento a algumas pessoas.

Só que os números são, na verdade, de 2006, e a data acabou não sendo informada na matéria.

Em um texto sobre downloads legais e ilegais, um levantamento da ABPD (Associação Brasileira de Produtores de Disco) e da Ipsos Insight, mostra que de 9 estilos musicais, o sertanejo é apenas o 8º mais buscado na internet brasileira.

Só que isso, há quatro anos.

A arte publicada na Folha pode ser conferida abaixo.

Apesar de não haver uma estatística atual para que a gente compare, imagina-se que a posição da música sertaneja tenha mudado bastante nesse gráfico. No entanto, essa provável mudança não minimiza o que esses números mostraram.

Apesar de o mercado sertanejo sempre ter sido forte, os artistas no topo do mercado sempre foram poucos. Hoje, continua assim, tanto que todos os rodeios trazem programações parecidas, algo já comentado aqui.

O meio sertanejo, desde que entrou de vez na mídia, em 1980/1990, sempre teve uma desvantagem em relação a outros estilos, que é o fato de não haver uma cena alternativa. Ou você é sucesso, ou você não sobrevive com um trabalho próprio, não consegue fazer tocar em rádio e entrar nos circuitos de shows, se sua proposta for comercial.

Também sempre pesou contra, a ausência da ponte que faria com que novos fãs se interessassem por estilos mais antigos de sertanejo. Hoje, esse desinteresse é acentuado, mas nos anos 1990 também existiu.

Amanhã, enfim, falo sobre os downloads na música sertaneja. Mais um ponto que o politicamente correto exige que se vá contra, mas que basicamente todo o meio é amplamente a favor.