Universo Sertanejo

DESTAQUES

Não deu


Figuras que possuem alguma relação com o meio da música sertaneja não tiveram sorte nas eleições desse ano.

Ninguém foi eleito (se faltou alguém, é só avisar).

___

-Joaquim (da dupla Joaquim e Manuel)
-Zé da Viola (pai de Jads e Jadson)
-João Lucas (da dupla João Lucas e Marcelo)
-João Reis (pai do Cristiano e Felipe Araújo)
-João Wellingon (contratante)
-Marco Brasil (locutor)
-Piracicabano (locutor)

___

O meio dos rodeios deu mais sorte: um dos principais defensores da prática, o Capitão Augusto foi reeleito como deputado federal.

Matogrosso e Mathias cantam com Zé Neto e Cristiano: “Conversando com o Abajur”


Matogrosso e Mathias entraram em estúdio, no mês passado, para registrar cinco canções em áudio e vídeo, quatro delas inéditas.

Uma das canções do EP, a primeira a ser lançada, se chama “Conversando com o Abajur” e foi gravada ao lado de Zé Neto e Cristiano.

fbznmm

Escrita por Matogrosso, Mathias, Maycon Sisto, Igor Valadares e Marco Gatto (produtor musical do projeto), a canção é romântica e bastante focada na interpretação das duplas.

“Foi um encontro histórico. Eles, que gostam do nosso trabalho e nós, que admiramos a força e a trajetória deles”, diz Matogrosso.

“Matogrosso e Mathias são referência no cenário musical. 42 anos de sucesso não é para qualquer um”, fala Zé Neto. “Ficamos bem felizes. Cantar com nossos ídolos é um privilégio”, destaca Cristiano.

Trata-se de uma reunião que mostra a força da região de São José do Rio Preto, pois Zé Neto, Cristiano e Mathias são de lá, conhecidos desde antes do sucesso.

A parceria pode ser conferida no vídeo abaixo.

___

Em tempos de eleições


Aproveitando o clima de eleições, gostaria de deixar uma dica.

Há um livro chamado “Cowboys do Asfalto”, do historiador Gustavo Alonso, que narra a história de ascensão da música sertaneja, saindo da cultura caipira para se tornar um fenômeno de mercado.

Até aí, sabemos bem, ele não é o único a se aventurar nessa história.

O diferencial do livro é abordar, além das questões musicais, quais relações os artistas sertanejos têm e tiveram com o poder. De quais formas as duplas se aproximaram de políticos importantes em épocas marcantes da história do país.

O texto não faz julgamentos ideológicos, apenas apresenta a pesquisa do autor. Para quem gosta de bastidores, é um prato cheio.

cbda

___

Um fim de semana estranho


No sábado (29), Victor e Leo se despediram temporariamente dos palcos, em um show na cidade de São José do Rio Preto, interior de São Paulo.

Eles ainda cantarão juntos em 24 de outubro no evento beneficente “Amigos do futuro”, ao lado de vários outros artistas, mas como turnê de estrada, no sábado, de fato foi o último show.

Disseram, recentemente, que se trata apenas de uma pausa prolongada, negando que seja o fim da dupla.

Ontem, domingo (30), em Niterói-RJ, foi a vez de Simone fazer o último show antes de uma parada nos trabalhos de Simone e Simaria.

Simaria, como se sabe, está em tratamento contra uma tuberculose ganglionar. As irmãs voltarão aos palcos após o reestabelecimento da saúde de Simaria.

Ainda que explicadas oficialmente, as pausas geram aflição nos fãs.

Foi um fim de semana estranho para a música sertaneja.

A Nossa Voz


Inspirados pelo momento crítico que estamos passando politicamente, Chitãozinho e Xororó lançaram, no mês passado, uma campanha intitulada “A Nossa Voz”.

A dupla reuniu uma lista grande e surpreendente de artistas para gravar um clipe da canção que dá o nome do projeto. A ideia, que não tem cunho partidário, defende basicamente um país mais unido diante da situação crítica em que os encontramos.

O mais valioso do encontro é que ele traz figuras que não se identificam politicamente entre si, que inclusive já se manifestaram por candidatos diferentes, mas que entendem que é necessário se unir por um bem maior.

A canção é de autoria do Xororó e da dupla Tonny  Kleber.

Os artistas envolvidos são: Chitãozinho & XororóPaulo Miklos, Thiaguinho, Luan Santana, Michel Teló, Gilberto Gil, Sandy, Andreas Kisser, Família Lima, Marcos & Belutti, Alcione,Paula Fernandes, Toni Garrido, Karol Conka,Projota, Negra Li, Rapina Hood, Seu Jorge, Ivete Sangalo, Rogério Flausino, Maria Gadú, Junior Lima, Caetano Veloso, Elba Ramalho, Daniel, Tonny & Kleber, Allison Lima.

___

Anselmo e Rafael com novidade: “Modão do Zezé e Luciano”


Com mais de 20 anos de estrada, Anselmo e Rafael estão trabalhando no lançamento de um novo CD.

Enquanto o projeto não sai oficialmente, a primeira música desse novo CD começa a ser trabalhada hoje, a divertida (e sofrida) “Modão do Zezé e Luciano”.

fbans

A canção ganhou um clipe gravado em um bar na cidade de Cuiabá-MT, na pegada bem humorada da música, que brinca com o sofrimento de um cara ouvindo uma moda de Zezé di Camargo e Luciano.

A composição é inédita, escrita pela própria dupla.

Indicados ao Grammy Latino


Foram divulgados hoje os indicados ao 19º Grammy Latino.

Na categoria “Melhor Álbum de Música Sertaneja”, diferentemente do que costuma acontecer, foram sete indicações.

Entre elas está Solange Almeida, uma das figuras mais populares do Forró (e muito bem quista em outros gêneros), com seu primeiro projeto pós-Aviões.

O nome dela na lista de sertanejo mostra que não há quase nenhum cuidado, por parte da organização, com a categoria. Difícil defender a credibilidade do prêmio.

gmlatino

Ainda há a indicação de +AR, de Almir Sater com Renato Teixeira, para “Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa.”

Luan Santana com Jorge e Mateus


Luan lançou, na semana passada, seu novo projeto, um EP chamado “Live-Móvel” com sete músicas.

Ele viajou pelo país com uma carreta e realizou apresentações surpresas em cima dessa mesma carreta.

O EP traz três participações: Jorge e Mateus, Simone e Simaria e Mc Kekel.

As canções já estão todas disponíveis nos serviços de streaming. Da parte em vídeo, apenas foi liberada a canção que será de trabalho: “Sofazinho”, gravada ao lado de Jorge e Mateus.

___

NY: o BR Day de 2018


No último dia 2, domingo, estive em Nova York para acompanhar o BR Day (que nós chamamos de Brazilian Day), evento destinado ao público brasileiro que acontece na cidade desde 1984.

Nesse ano, o nome sertanejo foi a dupla Matheus e Kauan, completando a lista que tinha Dennis, Paralamas do Sucesso, Mc Koringa, Eduarda Brasil (vencedora do The Voice Kids do ano passado) e Toni Garrido.

A apresentação foi da Ana Furtado.

brd2Crédito: Globo/Mireya Acierto

Eu já havia estado no evento em 2012, quando Jorge e Mateus se apresentaram. Na ocasião, eu acompanhei como público, fui com a família durante as férias.

Agora, diferentemente, pude acompanhar mais de perto a produção de um evento que reuniu mais de um milhão e meio de pessoas (informações da polícia de NY), e que só pode começar a montar sua estrutura na madrugada do próprio dia (condição imposta pela prefeitura).

A produção é compartilhada entre a Globo e o empresário João de Matos, fundador do evento.

As dificuldades e as correrias são parecidas com as de um grande show no Brasil, mas com uma dificuldade extra que é o fato de se tratar de uma cidade cheia de regras e muito controlada principalmente por questões de segurança. O “jeitinho”, ali, que muitas vezes nos salva aqui, não tem muito espaço.

Além disso, a Globo tem seus próprios critérios para eventos que levam sua marca, ou seja, a cobrança por um padrão de qualidade é bem maior que a média.

brd3Crédito: Globo/Luiz C. Ribeiro

Conversei com dois policiais que ficavam próximos ao palco e perguntei como eles evitavam maiores incidentes com tanta gente reunida (eu estive no show dos Rolling Stones em Copacabana, em 2006, com público semelhante, e o pós-show foi caótico).

Eles me disseram que dividir o público quadra por quadra ajuda muito na organização. O evento acontece ao longo da 6ª avenida, mas a cada cruzamento, são feitas barricadas para que a polícia transite e para que haja escape caso aconteça algum incidente. Logo, não há um milhão de pessoas coladas umas nas outras, mas blocos bem divididos.

É muito pouco tumulto pra tanta gente reunida. Tem menos bagunça que um jogo de futebol com 50 mil torcedores.

___

O show do MeK

Matheus e Kauan fizeram um show de cerca de uma hora, tempo padrão para o evento, um formato mais enxuto baseado no show atual da estrada.

Fazendo sucesso há aproximadamente quatro anos, a dupla ficou em primeiro lugar como artistas mais ouvidos no Spotify no ano passado.

brd1Crédito: Globo/Mireya Acierto

A marca é importante para entender o boa aceitação deles no BrDay. O desempenho digital garantiu que o show fosse cantado do começo ao fim pelo público, algo difícil de se imaginar poucos anos atrás. BR Day, tradicionalmente, era só pra quem tinha muito tempo de carreira.

Como a internet encurtou as distâncias, um fenômeno musical no Brasil impacta os brasileiros no exterior no mesmo momento.

Até mesmo o sucesso mais recente deles, “Ao vivo e a cores”, gravado ao lado de Anitta, foi cantado a plenos pulmões, assim como todo o resto do repertório.

Foi a primeira apresentação deles nos Estados Unidos (eles devem voltar ao país em janeiro). A título de curiosidade, Kauan já morou nos EUA e formou até dupla por lá.

O evento é muito legal para quem assiste, mas acho mais interessante ainda para quem toca.

O programa “Planeta Brasil”, da Globo Internacional, fez um uma edição mostrando bem como funciona a festa.

Vale a pena conferir.

 ___

Simone e Simaria anunciam pausa na carreira por recomendação médica


Simone e Simaria precisarão dar novamente uma pausa na carreira por conta da saúde de Simaria.

A informação foi confirmada no início da tarde através de nota oficial.

ssm

Simone, durante um show em Barra Velha-SC no último sábado (15), já havia adiantado que os compromissos profissionais da dupla teriam essa pausa.

Na nota oficial, não há prazo para o retorno, embora Simone tenha falado no show em dois meses, que seria o tempo restante do tratamento da irmã.

Simaria segue em tratamento por conta de uma tuberculose ganglionar.

Abaixo, a nota oficial:

___

A Social Music e a Áudio Mix, empresas responsáveis pelo gerenciamento de carreira da dupla Simone e Simaria, comunicam que, nesta última quinta-feira (13) Simaria Mendes teve um mal estar e deu entrada no hospital Sirio Libanes, onde passou o final de semana em observação e realizando novos exames.

Após laudo e por determinação médica do Dr. David Uip, a cantora mais uma vez terá de se afastar do palco até o final do tratamento de sua Tuberculose Ganglionar. Alguns compromissos serão mantidos, porém sempre com autorização médica prévia.

Simone, que estava com férias programadas, segue analisando a possibilidade de manter agenda de shows, juntamente com seu escritório.

Simaria manda seu recado para os fãs: “Meus amores, não é fácil ter que parar mais uma vez. Dei, como sempre, o melhor de mim, mas infelizmente ainda não estou pronta para voltar a estrada, com a agenda de shows.

Agradeço a cada oração e carinho que tenho recebido. Agora vou me cuidar para, em breve, voltar e levar a minha alegria para todos os nossos fãs, ao lado da minha irmã Simone”.