Sobre o autor

Piunti

César Menotti e Fabiano lançam “Ficar sem você é ruim que dói”


Após “Labirinto” e “Retrato”, a dupla César Menotti e Fabiano começa a trabalhar a canção “Ficar sem você é ruim que dói”, que também faz parte do CD “Retrato”.

A canção saiu no disco como “É ruim que dói”, mas para evitar piadas quase prontas, o nome foi alterado para entrar nas rádios.

Enquanto trabalham a nova música, a dupla já prepara o repertório do próximo CD.

___

[uolmais type=”audio” ]http://mais.uol.com.br/view/6617191[/uolmais]

Voltou!


O tocador de áudio, esse que você pode ver abaixo, voltou a funcionar no blog como antigamente.

Nos últimos meses, todas as vezes que alguém clicava sobre ele, uma nova página era aberta. Agora, voltou a ser possível ouvir o áudio sem sair do blog.

[uolmais type=”audio” ]http://mais.uol.com.br/view/1247653[/uolmais]

O espaço que eles merecem


A dupla Di Paulo e Paulino agora faz parte da Talismã.

Muito elogiados pelos próprios sertanejos, os cantores sempre tiveram pouca mídia, o que impedia que o trabalho deles fosse para frente.

Não sei se todos sabem, mas a dupla é muito próxima do cantor Leonardo, que é um dos donos da Talismã.

Provavelmente alguns de vocês vão se lembrar que eles cantaram no enterro do Leandro, em um vídeo bastante conhecido.

A dupla está com um CD promo de 4 músicas enquanto o novo não fica pronto, e a música atualmente de trabalho é “O Sol e a Lua”, que deve mudar logo que o álbum completo ficar pronto.

Nesse CD, haverá a participação de Leonardo.

Abaixo, a canção “Eu e a Lua” (o tocador voltou a funcionar).

___

[uolmais type=”audio” ]http://mais.uol.com.br/view/9256292[/uolmais]

Novo Talento Sertanejo


A Bavaria está promovendo um concurso exclusivo para novos talentos sertanejos que buscam espaço, acima dos 25 anos.

Através do site da promoção (site da promoção), chamada “Talento Sertanejo Bavaria”, o cantor solo ou a dupla pode enviar uma ou mais músicas próprias.

As canções serão analisadas e os dois primeiros lugares receberão os seguintes prêmios.

Os prêmios são os seguintes:

___

-1º colocado: Uma Ford Ranger Powerstroke 0KM, motor diesel, cabine dupla, 4×4 + Produção e Gravação de um CD promocional com até 5 músicas + 2 mil cópias desse CD + participação em pelo menos 2 shows com cachê de R$ 3 mil.

___

-2º colocado: Uma Ford Ranger Powerstroke 0KM, motor diesel, cabine dupla, 4×4 .

___

Minha dica: Como se trata de um concurso que terá concorrência alta, vale lembrar que originalidade acaba falando sempre mais alto, fazendo com que o candidato se destaque dos demais concorrentes. Há de se preocupar com o cenário atual da música sertaneja, é claro, mas tendo atenção para não parecer mais do mesmo.

Após uma pré-seleção feita pela Bavaria, haverá uma segunda etapa, e restarão dois nomes.

O vencedor será anunciado até o dia 6 de junho de 2011.

As inscrições estão abertas até o dia 24 de fevereiro.

Para acessar o site do concurso, clique aqui.

O vídeo oficial pode ser conferido abaixo.

Programa Universo Sertanejo #58


Fala, pessoal.

Entrou no ar, ontem, a 58ª edição do programa Universo Sertanejo, na Rádio UOL.

Nessa edição, fiz a seleção de alguns lançamentos, como o de João Neto e Frederico, Renner e Rick, além da parceria de César Menotti e Fabiano com a Daniela Mercury.

Aproveitei para falar um pouco, também, da nova parceria do Hudson, ao lado do cantor Donizeti.

Para ouvir, é só clicar na imagem abaixo.

Algumas notas


-Renner

Comentei ontem sobre a carreira solo do Renner, mas não coloquei a música nova dele. Quem quiser ouvir, a canção “Teu Sol” pode ser conferida no tocador abaixo.

___

-Paula Fernandes

Um ensaio de “Navegar em mim” foi divulgado no final do ano passado, pouco antes da gravação do DVD da Paula Fernandes. A canção mostra um outro lado da cantora, que pende para o country (não por acaso, ela regravou “Man I feel like a woman”, da Shania Twain). O show de lançamento do novo DVD será realizado dia 26 de março, no Citibank Hall, em São Paulo.

Para ouvir o resultado de “Navegar em mim”, basta clicar no tocador abaixo.

___

-Leonardo

Para divulgar a nova música do cantor, “Zuar e Beber”, foi lançado um site interativo, no qual os internautas gravam seus próprios vídeos pela webcam, cantando “Zuar e Beber”, e eles ficam ali disponíveis para quem quiser assistir.

Criar um site (ou um hotsite, termo utilizado nesses casos) com o intuito de divulgar um novo produto é algo comum na internet, mas os sertanejos ainda não são muito ligados a isso.

Para conferir o site, clique aqui.

___

-Casamento

Ontem, em São Paulo, aconteceu o casamento do cantor Bruno, parceiro do Marrone, na Daslu. Com a presença de diversos sertanejos, o evento teve cobertura dos mais variados veículos de celebridades. Portanto, para quem gosta desse tipo de informação, as revistas da semana que vem estarão interessantes.

___

-Loja Victor e Leo

A dupla Victor e Leo lançou uma loja virtual, na qual é possível comprar camisetas, banners, buttons e adesivos. Aos mais céticos em relação ao sucesso de uma loja virtual de um artista, a resposta é: dá lucro sim, mais até do que se pensa. As vendas se baseiam em uma “quase” exclusividade, já que não existem esses produtos sendo vendidos por aí, a não ser pirateados em dias de show.

Uma turnê sertaneja na Europa


Na última semana, a dupla João Bosco e Vinícius cantou em Madri, Londres, Lisboa e Porto, nessa ordem, de quinta até domingo.

As noites de sábado e domingo (Londres e Lisboa), como sempre, foram as que mais chamaram a atenção. O HMV Forum, em Londres, lotou. A disposição do público é muito parecida com a do Credicard Hall, em São Paulo.

No sábado, em Lisboa, a festa foi interessante pelo fato de que, assim como acontece nos rodeios, havia muita gente presente também pela festa, e não exclusivamente pelo artista. Foram cerca de 4 mil pessoas. Nessa apresentação, realizada em um ginásio de esportes, havia a maior proporção de estrangeiros entre todos os shows.

Os shows não são como no Brasil, os espaços são menores, o público é menor, mas mesmo assim, essas apresentações sertanejas no exterior têm ficado cada vez mais frequentes.

Fato é que muitos apostam no grande número de imigrantes brasileiros, que formam um mercado consumidor de sertanejo aparentemente interessante, mas que ainda não se traduziu em grandes lucros a ninguém.

Para os cantores, que na maioria das vezes não recebem o que receberiam em um show no Brasil, vale o investimento de tempo para que o currículo cresça, que o nome seja mais forte e que se crie alguma mídia por conta dos shows internacionais.

Para os empresários contratantes, trata-se de um investimento alto, sem a intenção de retorno financeiro a curto prazo, mas com a ideia de que esse mercado estrangeiro venha a se tornar muito rentável.

No texto que fiz sobre o show de Madri, João Bosco declarou que achava muito interessante cantar de forma mais próxima do público, como acontecem em boates, algo que a dupla já não faz pelo menos desde 2006. Por mais de uma vez, durante os quatro shows, a dupla comentou que se sentia feliz por resgatar essa proximidade das pessoas que acaba diminuindo a cada vez que o sucesso cresce.

Vale ressaltar que é bastante nítida a satisfação dos artistas em ver que a carreira conseguiu chegar tão longe.

O responsável pela turnê de João Bosco e Vinícius na Europa foi Joselito Cerqueira, que é um dos contratantes importantes na entrada da música sertaneja no Rio de Janeiro, dono da Candelabro Eventos.

Ele admite que se trata unicamente de investimento, e explica o que se espera dessa aposta na Europa.

“Um show fora do Brasil é uma questão de posicionamento do artista. Nós colocamos a dupla pra cantar nesse ou aquele lugar, e a partir daí, começa um trabalho que se vislumbra pros próximos anos. Obviamente, a conta não bate, todos sabem que é um investimento. Tocamos agora, ano que vem a gente marca outra turnê, e no outro ano também. O projeto passa a ser parte da carreira do artista, assim como qualquer festa grande do país. Esse ano ainda, já há negociações para shows de outros artistas, então acaba se criando um costume, abrindo um mercado, que trará retorno nos próximos anos”.

As duplas sertanejas atualmente não pretendem gravar discos em outras línguas. No ano retrasado, Victor e Leo gravaram um álbum em espanhol, mas pouco tempo depois admitiram que investir na carreira internacional significaria abrir mão de todo o trabalho conquistado no país.

A exceção vai ser a gravação de João Bosco e Vinícius de “Chora, me liga” em espanhol. Como a música é sucesso em alguns países da América do Sul, a dupla vai aproveitar o momento e lançar sua própria versão.

O trabalho no exterior ainda levará um bom tempo até começar a dar o retorno desejado, mas ele está sendo feito. Contra o alto gasto que uma turnê dessas tem, estão experiências como show de Lisboa, com trânsito e muita gente na fila para entrar.

Ainda nesse primeiro semestre, Daniel se apresenta na Europa. No segundo semestre, será a vez de Michel Teló.

Zezé e Luciano no BBB e outras notas


-Zezé di Camargo e Luciano

Se o comentário feito por Boninho no Twitter for confirmado, será a terceira vez que a dupla Zezé di Camargo e Luciano participará do Big Brother. Uma vez, os cantores visitaram a casa de vidro, montada dentro de um shopping. Na outra, cantaram no encerramento do programa.

Não tenho uma lista de quais os artistas mais se apresentaram na atração, mas creio que, com essa possível terceira participação, a dupla seja o nome que mais apareceu no BBB.

___

-Renner

Renner esteve na TV Gazeta, na semana passada, confirmando uma notícia adiantada aqui: apostou no gênero “universitário”.

Quando a dupla se separou, o próprio Rick havia informado que Renner faria um projeto gospel, mas logo depois surgiu a informação confirmada acima.
___

-João Neto e Frederico

João Neto e Frederico estão de férias até o final de fevereiro, quando voltam para lançar o novo trabalho. O CD/DVD “Só Modão”, que também será lançado em breve, ficará como um projeto paralelo.

A nova canção da dupla, “Coração pede carona”,  foi lançada recentemente. Quem quiser ouvir, basta clicar aqui.

Algumas notas


-Chico Rey

O cantor Chico Rey, da dupla Chico Rey e Paraná, está internado em São Paulo por conta de uma rejeição a um transplante de rim, realizado no ano passado. Por conta da rejeição, Chico Rey precisou fazer outra cirurgia, e permanece no hospital para fazer hemodiálise.

___

-Sorocaba

No próximo anúncio dos maiores arrecadadores de direitos autorais, feito de 3 em 3 meses pelo ECAD, o cantor Sorocaba deve aparecer em primeiro. Os resultados mensais é que mostram a tendência.

___

-Eduardo Costa

Mais uma vez, um lançamento do cantor Eduardo Costa virou a música mais tocada nas rádios. Dessa vez, foi a canção “Quem é”.

___

-João Bosco e Vinícius

Foi publicado no UOL, na última sexta-feira, o texto sobre o show de João Bosco e Vinícius em Madri. Quem quiser conferir, clique aqui (álbum de fotos aqui).

___

-João Bosco e Vinícius II

O novo CD da dupla sai entre março abril, e terá participações de Jorge e Mateus e Bruno e Marrone.

Inezita Barroso grava primeiro DVD


A cantora e apresentadora Inezita Barroso gravou, na noite dessa sexta-feira (11), o primeiro DVD da carreira.

A gravação foi realizada em Campinas, na sede da ONG “Casa de Apoio Esperança e Vida”.

Não estive presente, pois como já comentei, estou acompanhando a turnê de João Bosco e Vinícius na Europa.

O DVD teria 22 músicas, mas por conta de uma queda de pressão, Inezita cantou 13 e se retirou. Primeiramente, a ideia era de que ela voltasse e continuasse a apresentação, mas após alguns minutos de espera, foi anunciado que ela já havia voltado para o hotel.

Foram gravadas 13 músicas, entre elas, clássicos como “Boiadeiro Errante”, “Flor do Cafezal” e “Colcha de Retalhos”. De fora, acabou ficando a canção mais conhecida de Inezita Barroso, “Marvada Pinga”.

Apesar de ter terminado antes do previsto, a gravação foi muito elogiada, principalmente pela figura simpática que Inezita é. Mesmo sendo crítica ferrenha da música sertaneja “moderna” (leia-se anos 70 em diante), é uma figura querida e muito importante nos 80 anos de sertanejo.

Com a ausência da cantora, compreendida pelo público, um dos grupos convidados para tocar nos intervalos da gravação ficou responsável por encerrar a noite.

Inezita tem 85 anos e, desde 1980, apresenta o “Viola Minha Viola”.