Sobre o autor

Piunti

Andri e Hector: música nova e uma equipe que impressiona


Andri e Hector: música nova e uma equipe que impressiona

A dupla em questão, hoje, chama atenção, além da parte musical, por conta de quem está apostando em sua carreira.

1000x1000-1000x580

Por trás de Andri e Hector estão Danimar, um dos compositores mais importantes dos anos 1990, e Marco Aurélio, um dos compositores mais importantes da última geração da música sertaneja.

Curiosamente, o projeto está sendo lançado pela MM Music, dirigida por Maurício Mello, outra figura forte da composição no Brasil.

Os bastidores não param por aí: a composição da música “Tipo Família”, lançada ontem e que será a de trabalho, é de Victor Gregório e Marco Aurélio.

De quebra, a produção é de Ivan Miyazato.

Aproveitando a influência dessa turma toda dos bastidores, o primeiro vídeo ajudando na divulgação foi de ninguém menos que Zezé di Camargo.

Apesar da equipe por trás ser muito forte, a gente sabe que o êxito depende, sempre, de música.

Então deixo abaixo o clipe de “Tipo Família”, que mostra que o pessoal aparentemente sabe bem o que está fazendo.



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

Henrique e Juliano querem diminuir o ritmo em 2019


Henrique e Juliano deram uma ótima declaração na última sexta-feira (8), durante passagem no Pedro Leopoldo Rodeio Show, em Minas Gerais.

A dupla anunciou que diminuirá o ritmo de shows no ano de 2019. O motivo é simples, sem rodeios: ter mais tempo para ficar ao lado dos pais.

Os irmãos, que tiveram pelo menos quatro anos incessantes de shows, conseguiram se realizar financeiramente e agora buscam curtir um pouco tantos êxitos junto aos pais.

Ainda que, pensando como negócio, diminuir o número de shows possa trazer alguma desvantagem nessa competição maluca que é o meio sertanejo, além de ser necessária uma readequação de custos, o motivo da decisão é mais do que nobre.

A entrevista, breve, mostra os cantores muito tranquilos para falar do assunto.

Mandaram bem.



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

Renato Teixeira na Folha


A coluna da Mônica Bergamo, na Folha desta segunda-feira (11), traz uma entrevista com Renato Teixeira.

O cantor fala de política (diz não ter apoiado Aécio Neves nas últimas eleições, apesar das fotos divulgadas dele ao lado do candidato), do encontro com Luiz Gonzaga, que 30 anos atrás disse que “Romaria” seria sua “Asa Branca”, e sobre o triste episódio do suicídio de um dos filhos.

A entrevista pode ser conferida clicando aqui.

mbgmo



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

“Evidências” na campanha da Rexona


O retorno do sucesso de “Evidências”, que gerou uma série de pautas do ano passado, deu mais um fruto.

A Rexona escolheu a música para ser tema de sua campanha pré-Copa do Mundo.

A peça mostra torcedores procurando, timidamente, a camisa da seleção que estava escondida no fundo dos armários.

No refrão, eles se vestem com a amarelinha e assumem o lado torcedor, que andava sumido desde a derrota por 7×1 para a Alemanha.



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

As músicas sertanejas mais tocadas da última semana (3 a 9/6)


top2x



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

A “Caipirinha”


Hoje saiu a nova música da dupla Lucas Reis e Thacio, “Caipirinha”.

Já escrevi algumas vezes sobre eles aqui, já participei de eventos e programas ao lado deles, mas essa é a primeira vez que falo como parte do projeto.

Reuni os cantores com a Universal Music, depois de muitas negociações no ano passado, e a gravadora decidiu tratá-los como uma das principais apostas da casa. Assinaram contrato em maio e os primeiros resultados saem agora.

Um disco, “Diferenciado”, disponível nos serviços de streaming, e o lançamento nas rádios de “Caipirinha”, a nova música de trabalho.

lrtdf

O clipe de “Caipirinha”, dirigido pelo Jacques Jr, pode ser conferido abaixo. O texto de lançamento distribuído pela gravadora, que não coincidentemente é meu, pode ser lido logo em seguida.

___

Lucas Reis e Thacio, 25 e 26 aos respectivamente, se conheceram em 2005, quando faziam parte de uma orquestra infanto-juvenil de viola caipira, em Uberlândia, cidade natal de ambos.

Fãs de viola caipira, influenciados por Tião Carreiro e Pardinho, João Mulato e Douradinho e Bambico, decidiram formar dupla em 2010, cantando música sertaneja em seu formato mais tradicional.

Com o passar dos anos, foram agregando influências de outros segmentos de dentro do próprio sertanejo, o que resultou na criação de um estilo bastante particular, mesclando a viola, o romantismo e a irreverência típica da idade.

São os principais expoentes de uma geração de músicos que consegue atrair grandes públicos, com diferentes gostos, sem precisar se render a um modismo ou outro.

O virtuosismo com a viola fez com que os rapazes virassem figuras presentes, quando mais novos, no programa “Viola, Minha Viola”, de Inezita Barroso. O talento com o instrumento levou a dupla, já por duas vezes, ao “Encontro com Fátima Bernardes”.

De 2011 a 2017, foram três CD’s e dois DVD’s, todos gravados e distribuídos de maneira independente. O nome da dupla passou a circular entre os fãs de música sertaneja, principalmente, com o bom desempenho da canção “Se é pra chorar, eu choro”, presente no DVD “O sertanejo é assim”, lançado em 2016.

O crescimento independente chamou atenção da Universal Music, com quem a dupla assinou contrato em maio de 2018. É pela gravadora que será lançado o novo CD de Lucas Reis e Thacio, intitulado “Diferenciado”.

O projeto, o primeiro da dupla gravado em estúdio, traz doze canções. Metade das canções é inédita, a outra, uma seleção de canções que os rapazes gravaram durante a carreira. Das doze faixas, nove são assinadas por Lucas Reis, o segunda voz da dupla.

A primeira grande aposta deste projeto se chama “Caipirinha”, composição de Lucas Reis, que será lançada no dia 8 de junho nas rádios, e que também ganhará um clipe na mesma data.



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

A greve e os eventos


A greve dos caminhoneiros, principal assunto do país há uma semana, também afetou festas e shows.

São incontáveis as apresentações canceladas e adiadas. De rodeios pequenos de interior até o Tim Festival, em São Paulo, e o Villa Mix de Natal.

A provável falta de público, por não haver combustível, foi o motivo que mais influenciou os organizadores.

Lembrando que estamos entrando em uma época importante do roteiro de grandes eventos. Atualmente, está acontecendo a tradicional DivinaExpo, em Divinópolis-MG.

Na semana que vem, , dia 8, começa a Festa do Peão de Americana.

bnnrs

vmixnt



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

As músicas sertanejas mais tocadas da última semana (20 a 26/5)


top10as



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

Um nome novo e interessante: Hugo e Vitor


As brincadeiras de apostar em um próximo nome de destaque no sertanejo ganharam um novo elemento.

Trata-se de Hugo e Vitor, dupla de Campo Grande que lançou no inicio do ano o primeiro DVD da carreira, “Nossa Hora”, que em pouco tempo chamou atenção dos principais escritórios do país.

20180525_174801

Sabemos que estamos próximos de uma renovação artística, talvez da ascensão de uma nova geração de cantores, o que faz todo o mercado estar atento a produtos novos.

A dupla está indo para o quarto ano da carreira.

Por terem repertório bastante autoral e inedito, as canções têm interessado outros artistas.

A principal música a se destacar sozinha foi “Vou ter que superar”, que tem Vitor como um dos compositores, sonho de consumo de duplas muito conhecidas.

Indico também “Oi, sumida” e “Nossa hora”, canção que deu nome ao projeto (as duas podem ser conferidas abaixo).

O disco, aliás, foi produzido por outro campo grandense de nome conhecido: Bruninho, da dupla Bruninho e Davi.

A gente nunca sabe o rumo que uma carreira vai seguir ou se as decisões tomadas serão as melhores, mas a dupla em questão, pelo que causou nos bastidores em pouco tempo, vale um olhar mais cuidadoso.



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

Após 13 anos, Wood’s Curitiba se despede do público


Uma das casas sertanejas mais importantes da história recente da música sertaneja está se despedindo.

A Wood’s Curitiba, primeira boate do grupo que se espalhou por diversas cidades do país e ditou tendências na última década, faz sua última festa dia 6 de junho, uma quarta-feira.

A inauguração foi em 2005.

Do evento, participarão artistas e profissionais do mercado sertanejo. Haverá venda de ingressos, mas não há a confirmação de quem estará presente ainda (vai muita gente, mas divulgar ”’oficialmente’ implica em muitas outras coisas).

Abaixo, segue a nota oficial que será divulgada. As outras boates Wood’s seguem com seu funcionamento normal.

___

Após 13 anos como a balada pioneira da música sertaneja no Brasil, no próximo dia 06 de junho, a Wood’s se despede da noite curitibana, cidade em que essa incrível história teve início. A festa contará com a presença de diversos artistas que ao longo dos anos agitaram a casa, com a promessa de encerrar esse ciclo de inovação e sucesso com chave de ouro.

Inaugurada em 2005, em Curitiba, a Wood´s ganhou nove vezes o prêmio Top of Mind na categoria “Balada”. Somou um público aproximado de 2 milhões de pessoas em mais de 2.000 festas e experiências proporcionadas junto com patrocinadores de peso nesses anos de funcionamento. Em uma dessas ações, que contribuíram para a consolidação do “marketing de experiências” no Brasil, o banheiro feminino proporcionou serviços de penteado e maquiagem, mostrando mais uma vez o lado inovador da balada. Foram anos agitando a noite curitibana, shows inesquecíveis e momentos que entraram para a história da capital paranaense.

A Wood’s não foi só mais uma casa noturna, ela foi o lugar que realmente acolheu os cantores de diversos gêneros, isso mostra a versatilidade do empreendimento em entender o que o público queria e se readaptar ao que estava em alta. Todos os grandes nomes do sertanejo e de outros gêneros como POP e Funk passaram pelo palco da casa levando o melhor da música para um público que busca o melhor na hora de se divertir. A Wood´s também serviu de cenário para diversos clipes sertanejos, entre eles o sucesso mundial “Ai Se Eu Te Pego”, do cantor Michel Teló, que conta com mais 811 milhões de visualizações e que virou coreografia entre as celebridades mundiais como, por exemplo, Cristiano Ronaldo.

O evento de despedida será realizado na Wood´s Curitiba (Rua General Mário Tourinho, 387 – Seminário), a partir das 22h30. A programação especial será divulgada nos próximos dias. Mais informações no site www.woodsbar.com.br, pelo telefone (41) 3087-9050 ou na página oficial da Wood’s Curitiba no Facebook.



Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)