Por que o Cabaré deu tão certo?

Na próxima semana, venho com informações novas sobre o “Cabaré”, mas enquanto isso, deixo aqui um vídeo tentando explicar, a meu ver, o porquê de o projeto entre Leonardo e Eduardo Costa ter dado tão certo.

Comente!

___

1 Comment

  1. No meu ponto de vista, o “Cabaré” preencheu uma lacuna que estava vazia – a falta de música sertaneja de verdade. O repertório é de altíssima qualidade, porém são regravações. Sempre muito bom ver releitura de grandes sucessos, mas é preciso que alguém deixe um legado e, no meu ponto de vista, ninguém conseguiu isso até o momento. O que ouvimos é apenas músicas de momento. Poucas músicas que foram lançada nessa década, entre as mais populares, serão lembradas daqui 20 ou 30 anos. Portanto, o sucesso do “Cabaré”, além (evidentemente) dos méritos de Leonardo e Eduardo Costa, se deve ao que eu chamo de descaracterização da música sertaneja. Isso ocorre desde o final de 2011, quando uma enxurrada de arrochas tomaram conta do gênero com letras que chegam a colocar a mulher como um objeto qualquer e uma divulgação massiva da mídia. De lá para cá, poucos fazem a autêntica música sertaneja, tanto raíz como urbana. E quem faz, sofre para colocar as músicas na boca do povo.

Deixe um comentário